NOTÍCIAS

15 Abril

5 maneiras de ajudar ao próximo durante a quarentena

Se há uma coisa positiva que estamos aprendendo com essa pandemia do novo coronavírus, é que o mundo está cheio de pessoas boas e criativas na hora de ajudar o próximo. Você sente que dá para fazer mais do que o distanciamento social? Então trouxemos 5 atitudes que você pode tomar para ajudar os seus vizinhos e a sua comunidade, com muito amor.

1) Disponibilize-se aos vizinhos mais vulneráveis

Que tal ajudar os mais suscetíveis à doença? Envie uma mensagem ou deixe um bilhete na porta daquele morador mais idoso, ou daquela pessoa que vive sozinha e que possui alguma deficiência ou que tenha problemas de saúde. Ajude-os a não terem motivo para saírem de casa e se ofereça para fazer compras, ir à farmácia, ao banco ou a ajudá-los em qualquer outra necessidade que tiverem.


2) Hora de se unir – mas à distância

As pessoas estão assustadas e apreensivas. Preocupadas com a saúde dos familiares, dos amigos e inseguras com o futuro social e econômico. Muitas que estão trabalhando em casa nunca tinham feito isso antes e estão sofrendo com a adaptação brusca. O súbito distanciamento social também é preocupante, principalmente pensando nas pessoas que vivem só e longe da família. Com tantas notícias que podem causar ansiedade e angústia, é preciso evitar que as pessoas sofram sozinhas.

É aqui que você pode entrar! Promova encontros com seus amigos ou pessoas da comunidade em seu entorno via Skype, Zoom ou qualquer outra plataforma que prefira. Ofereça um tempo do seu dia para reunir essas pessoas e proporcionar um momento de conversa, para trocar essas novas experiências que estamos passando ou até para uma roda de música ao vivo.


3) Ajude os pais de “primeira quarentena”

Se não é você nessa situação, com certeza no seu condomínio ou comunidade há pais com seus filhos em casa. Nem eles nem ninguém estavam contando com o cenário que estamos passando e dificilmente já viveram algo parecido. Ou seja: de repente, se viram tendo que trabalhar em casa, cuidar da casa e cuidar dos filhos – full-time.

Que habilidades você tem para ajudá-los? Vale tudo, claro, desde que online: ofereça ajuda em alguma matéria para lição de casa das crianças, doe seu tempo para distraí-las com alguma atividade, enfim, coloque-se à disposição desses pais e desses pequenos ansiosos por novidades. NÃO TÁ FÁCIL PRA NINGUÉM.


4) Ajude os trabalhadores autônomos

Uma das grandes preocupações no momento é com os trabalhadores autônomos. Eles estão sofrendo bastante com o cenário que estamos vivendo, já que não possuem salário fixo e o fluxo de clientes deve diminuir cada vez mais.

Caso você seja cliente de alguém nessa situação e se isso estiver ao seu alcance, um grande ato de solidariedade é continuar contribuindo financeiramente com esse trabalhador, mesmo que ele esteja em casa de quarentena. E, se o serviço puder ser realizado remotamente, não o abandone.

Outra forma de ajudá-los, é simplesmente divulgando seus trabalhos!


5) Considere apoiar um Banco de Alimentos

Os bancos de alimentos são organizações sem fins lucrativos reconhecidas oficialmente, que têm como objetivo arrecadar doações de alimentos e de excedentes alimentares para distribuir aos necessitados. As doações são encaminhadas a instituições de ajuda social que possuem contato próximo a esses cidadãos carentes.

É possível que nas próximas semanas e até nos próximos meses os bancos de alimentos se tornem cada vez mais necessários, tendo em vista a grande quantidade de moradores de rua que, infelizmente, temos no Brasil. Essas pessoas que não possuem uma casa para #FicarEmCasa, se alimentam com a ajuda de bares e restaurantes próximos a elas, mas que hoje se encontram com as portas fechadas devido a quarentena obrigatória. Para saber como se tornar um doador, informe-se na prefeitura da sua cidade.


Ficar em casa já é um ato de amor e responsabilidade imenso nestes tempos. Mas, se você puder, existem outras formas de ajudar e demonstrar carinho a quem está sofrendo mais com essa situação causada pelo novo coronavírus. Esperamos que essas cinco dicas tenham aberto sua mente!





'