NOTÍCIAS

21 Julho

Isolamento social protege você e outras pessoas do Coronavírus

“Eu sinto falta de ir à missa, ao supermercado, ver a família reunida, minha bisneta, mas sei que o distanciamento é necessário para a minha proteção e de outras pessoas”, comenta. A aposentada Neide de Araújo, 85, mantém o isolamento social desde o inicio da pandemia e reconhece a importância da medida.

A Covid-19 mudou profundamente a rotina das pessoas. Com a disseminação do novo coronavírus, a sociedade precisou se adaptar a uma nova realidade, marcada pelo distanciamento social e por uma série de cuidados com a higiene. As medidas adotadas, apesar de difíceis, são fundamentais para evitar a propagação da doença.

“No começo, eu estava direto vendo televisão, consumia tudo, mas parei um pouco. É muito triste a realidade lá fora e a gente pode adoecer com o excesso de informações. Agora passo boa parte do meu dia lendo ou fazendo palavras-cruzadas. Tem me deixado mais tranquila”, diz a aposentada.

De acordo com o infectologista Lino Alexandre, do Hospital Leonardo da Vinci, a forma mais eficaz de proteção para evitar a transmissão da Covid-19 é o distanciamento social e os cuidados com a higiene pessoal. “Isso porque a propagação do vírus acontece de pessoa para pessoa, por meio de espirros, tosses e até pela fala”, afirma.

Para amenizar este momento de distanciamento, o médico ressalta que a família pode tomar atitudes simples, mas fundamentais. “Os familiares precisam ressignificar a rotina, buscando resgatar outras atividades, como a leitura, a pintura, o bordado e até mesmo o uso da tecnologia. Uma nova rotina precisa ser adotada”, aconselha Lino Alexandre.


Prevenção

As gotículas de saliva de uma pessoa contaminada com o vírus podem infectar superfícies e objetos. “Uma pessoa saudável, ao tocar em um local e levar a mão à boca, aos olhos ou ao nariz, pode se infectar”, alerta o infectologista. Lavar as mãos com água e sabão, usar álcool em gel, usar máscara e manter o distanciamento social são as atitudes mais eficazes para proteger a população e evitar a circulação do coronavírus.

“Um indivíduo infectado pode transmitir a doença para, pelo menos, três pessoas. Por isso é tão importante evitar as aglomerações. Ao sair de casa para a realização de atividades necessárias, como ir à farmácia ou ao supermercado, é importante manter uma distância de pelo menos dois metros das demais pessoas”, frisa Lino.


Uso de máscara

O uso de máscara deve ser associado a alguns cuidados. A proteção requer atenção principalmente daqueles que não estão doentes, já que há o risco de autocontaminação. “A pessoa precisa estar atenta com a limpeza das mãos ao tocar na máscara. Por isso a forma mais eficaz ainda é a higienização das mãos. Vale ressaltar que o uso de máscara é recomendado para todos, mesmo que não apresentem sintomas”, ressalta Lino.


Transmissão

Sobre a transmissão do coronavírus entre pessoas mais novas e que estão fora dos grupos considerados de risco, o infectologista ressalta que toda a população está suscetível à doença. “Todos têm que adotar medidas de segurança, mas as pessoas mais novas, que se deslocam mais, precisam redobrar essa atenção”, enfatiza o médico.

Para idosos e pessoas com doenças crônicas, como diabetes, hipertensão e obesidade, a doença tem efeitos mais graves. “O vírus ataca os sistemas imunológicos mais fragilizados, com menos capacidade de defesa. Por isso, as pessoas que se enquadram no grupo de risco devem estar atentas aos cuidados com a higiene e respeitar o distanciamento social mais rigorosamente”, complementa.

Como dona Neide conta com a ajuda de uma profissional durante alguns dias da semana, ela colocou em prática algumas atitudes para evitar o compartilhamento de objetos pessoais, por exemplo. “Separei os nossos talheres, copos e pratos. Além disso, tentamos manter um distanciamento dentro da casa”, reforça.


Portanto use máscara, mantenha os hábitos de higiente pessoal e se puder, fique em casa!


Fonte: Secretaria de Saúde do Ceará

'