Serviço Social

O QUE É O SERVIÇO SOCIAL

Na área da saúde o Serviço Social é mediador entre usuário e a instituição, buscando facilitar o acesso da população aos serviços oferecidos. Na Santa Casa de Maringá este serviço é desenvolvido pelo Setor de Serviço Social, que é composto por profissionais qualificados e especializados em atender as mais diversas expressões da Questão Social que se desencadeiam no processo saúde-doença, enquanto paciente.

OBJETIVOS

Analisam, elaboram, coordenam e executam planos, programas e projetos para viabilizar os direitos da população e seu acesso ás políticas sociais, como a saúde, a educação, a previdência social, a habitação, a assistência social e a cultura. Analisam as condições de vida da população e orientam as pessoas ou grupos sobre ter informações, acessar direitos e serviços para atender as suas necessidades sociais. Elaboram também laudos, pareceres e estudos sociais e realizam avaliações, analisando documentos e estudos técnicos e coletando dados e pesquisas.

Qual a diferença entre Serviço Social, Assistente Social, assistência social e assistencialismo?

 Serviço Social: é a profissão de nível superior regulamentada pela Lei 8.662/1993

 Assistente Social: profissional do Serviço Social

 Assistência Social: política pública prevista na Constituição Federal e direito de cidadãos e cidadãs, assim como a saúde, a educação, a previdência social, etc. É regulamentada pela lei Orgânica da Assistência Social (LOAS), constituindo se como uma das áreas de trabalho de assistentes sócias.

 Assistencialismo: forma de oferta de um serviço por um meio de uma doação, favor, boa vontade ou interesse de alguém e não como um direito.

Pensar e realizar uma atuação competente e crítica do Serviço Social na área da saúde consiste em:

 • Estar articulado e sintonizado ao movimento dos trabalhadores e de usuários que lutam pela real efetivação do SUS;

 • Conhecer as condições de vida e trabalho dos usuários, bem como os determinantes sociais que interferem no processo saúde-doença;

 • Facilitar o acesso de todo e qualquer usuário aos serviços de saúde da instituição e da rede de serviços e direitos sociais;

 • Buscar a necessária atuação em equipe, tendo em vista a interdisciplinaridade da atenção em saúde;

 • Estimular a intersetorialidade, tendo em vista realizar ações que fortaleçam a articulação entre as políticas de seguridade social, superando a fragmentação dos serviços e do atendimento às necessidades sociais;

 • Tentar construir e/ou efetivar, conjuntamente com outros trabalhadores da saúde, espaços nas unidades que garantam a participação popular e dos trabalhadores de saúde nas decisões a serem tomadas;

PÚBLICO ALVO

Na Santa Casa, os usuários da saúde, estejam eles internados ou em atendimento ambulatorial.

'